retina

temem 555O parcelamento das dívidas com o INSS, assinado pelo presidente Michel Temer nesta terça, é uma tentativa do Planalto de conseguir apoio à reforma da Previdência (Evaristo Sá/AFP)

Medida provisória reduz 25% nos encargos das dívidas, 25% das multas e 80% dos juros; dívida de municípios com a Previdência é de cerca de R$ 75 bilhões

O presidente Michel Temer assinou nesta terça-feira medida provisória autorizando o parcelamento em 200 vezes dos débitos dos municípios e Estados com o INSS.

A nova regra vai reduzir 25% nos encargos das dívidas, 25% das multas e 80% dos juros. A medida é uma tentativa do Planalto de conseguir apoio à reforma da Previdência, e foi anunciada durante a abertura da 20ª Marcha Nacional dos Prefeitos, em Brasília.

De acordo com dados do governo federal, cerca de 4.000 prefeituras devem cerca de 75 bilhões de reais ao INSS.  Levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) indica que as dívidas das prefeituras com a Previdência atingem 67,4 % dos municípios. Destes, quase um quarto está inadimplente, situação que impede o repasse de recursos através de emendas de parlamentares.

Em seu discurso, Temer ainda comemorou o resultado da primeira prévia do Produto Interno Bruto deste ano (IBC-Br, do Banco Central), que cresceu 1,1% no primeiro trimestre deste ano. O presidente também mencionou a criação de quase 60.000 vagas de emprego no mês de abril, segundo dado divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta terça-feira.

“O PIB do último trimestre foi o maior dos últimos anos. Estamos recuperando a economia brasileira”, disse Temer aos prefeitos

FONTE:  VEJA   (Com Estadão Conteúdo e Reuters)

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Curta nossa página no Facebook!

 

Técnicas Agrícolas Fáceis

fazenda2 

A MELHOR RÁDIO DO BRASIL

UMAP-VCA

umap-555dfe

Parceiro

naturagua

NOSSOS ACESSOS PELO MUNDO!